AArk logo

Como posso ajudar?

As transações de comercialização de anfíbios, como animais de estimação, para investigação, como produtos alimentares ou para outros propósitos, estão a ter um impacto negativo nas comunidades de anfíbios. O declínio das populações e a transmissão de doenças causadas por estas transações já se encontram documentadas. Em vez de comprar especímenes recolhidos na Natureza que podem vir de populações pequenas (por exemplo, os tritões do Laos e iranianos, as mais recentes Dendrobates em miniatura), considere outras espécies e fontes. Para minimizar o seu impacto, compre apenas animais criados em cativeiro de fontes fiáveis e éticas. Veja com atenção o conjunto atual de animais criados em cativeiro disponíveis e tente apreciar a sua beleza e encanto inerentes, em vez de procurar exaustivamente a última novidade importada.

Sempre que a situação assim o exija, peça a documentação referente aos especímenes importados e evite os especímenes e vendedores que não possuam essa informação. Gostaríamos de poder convidá-lo a ajudar-nos a criar espécies em perigo de extinção na sua casa, porém, isso não é prático por diversos motivos. O principal motivo é o risco de introduzir novas doenças nos animais selecionados para a reintrodução no meio natural. O equipamento e práticas necessárias para minimizar ao máximo a hipótese de ocorrerem acidentes são dispendiosos e difíceis. Os parques zoológicos e outras organizações possuem os recursos necessários para atingir este nível de biossegurança, o mesmo não se pode dizer da maioria dos colecionadores.

Contudo, isso não significa que não pode fazer algo importante com a sua coleção para ajudar a nossa causa! Em primeiro lugar, pode envolver-se em colaborações que promovam a reprodução e gestão sustentáveis, tais como a Amphibian Steward Network criada pela organização Tree Walkers organization, que“recorre à paixão, às competências e aos recursos dos entusiastas de anfíbios privados” para promover atividades que levam a uma gestão sustentável da população de cativeiro, reduzindo a pressão de recolha de populações selvagens e apoiando as ações de conservação in situ das espécies envolvidas.

Em segundo lugar, pode utilizar as suas competências e motivação para fazer a diferença, ao levar a novas descobertas na área da reprodução de anfíbios. Sabia que a comunidade de zoos não sabe sequer como efetuar a reprodução dos sapos comuns, encontrados nos jardins, sem utilizar injeções de hormonas artificiais? Talvez nos possa mostrar como se deve fazer e, em seguida, essas mesmas técnicas podem ser utilizadas em inúmeras espécies ameaçadas. Lembre-se de que embora os seus animais não se destinem à reintrodução, isso não significa que não podem ser um risco para a Natureza. Devemos trabalhar em conjunto para manter os nossos animais e os seus potenciais patogénicos restringidos. A final de contas, foram as transações comerciais que espalharam o chytrid por todo o mundo e que nos colocaram nesta confusão. Por isso, acima de tudo, nunca libertem os vossos animais de estimação. O mesmo se aplica às espécies nativas que possa ter recolhido localmente, visto que poderão ter contraído parasitas exóticos dos seus restantes animais de estimação. Certifique-se ainda de que desinfetou e eliminou corretamente os substratos, águas, etc. utilizados (tudo o que provenha de um recinto com anfíbios), em vez de os colocar no lixo doméstico. Considere o caminho entre o interior da casa e o exterior como uma rua de sentido único. Estão a ser desenvolvidas novas diretivas relativas à quarentena e higiene para ajudar TODOS os herpetólogos a reduzir e eliminar o risco de disseminação de doenças. Para além das suas coleções, tente cuidar bem do meio ambiente. Os anfíbios são os nossosindicadores ambientais, e, nessa qualidade, estão a dizer-nos que estamos a prejudicar a saúde do planeta. É evidente que a promoção de uma maior proteção do ambiente irá beneficiar os nossos amigos de pele fina, mas também a nossa própria espécie. Faça um esforço para ter um impacto menos negativo no planeta, reduzindo os grandes responsáveis pela sua pegada ecológica: carros grandes, famílias grandes, termóstatos ao rubro e hambúrgueres - vocês sabe o que deve fazer. Reúna-se com os seus amigos e recolham o lixo das suas zonas húmidas locais.

Crie uma nova zona húmida no seu quintal, até um pequeno lago já é uma ajuda. Planet Patrol oferece bons conselhos. Se o construir, elas aparecerão. Se estiver numa zona urbana e as rãs não aparecerem, salve ovos e girinos das piscinas locais e utilize-os para criar novas populações. Tente cuidar do seu quintal sem utilizar pesticidas, fertilizantes e herbicidas, os quais são venenosos para os anfíbios. Your support is crucial to saving threatened species and we invite you to become an Amphibian Ark donor, helping to keep these species afloat! 100% of funds donated to Amphibian Ark will be spent on ensuring a long-term future for threatened amphibians, and donations to the Amphibian Ark are tax-deductible for most US tax-payers. Many hundreds of community groups and individuals are already helping to support amphibian conservation in many ways, and their contributions are incredibly valued. Please join them - your donations are helping to save amphibian species from extinction! You can make a donation here. There are also great ideas on our Fundraising Ideas page for organising activities for school or community groups to help raise fund, while also raising awareness of the plight of amphibians.

Ajude a consciencializar as pessoas. Crie uma campanha para o envio de cartas a políticos, desde políticos locais a federais, para os consciencializar e pedir-lhes para encorajarem e financiarem as atividades de conservação de anfíbios. Se for estudante (ou tiver crianças na escola), inicie uma campanha de envio de cartas na sua escola e encoraje outras escolas a fazerem o mesmo. Por falar em estudantes, visite-os e partilhe o seu entusiasmo. Que aula de biologia não seria enriquecida com a visita de um herpetólogo? Arranje algum tempo para interagir com uma turma local e não se esqueça de lhes falar sobre os nossos materiais pedagógicos para crianças em idade escolar sobre anfíbios.

Os anfíbios têm um grande poder de atração sobre o público! Angarie dinheiro para apoiar projetos de conservação nos quais, muitas vezes, algumas centenas de dólares podem fazer toda a diferença. Escolha um projeto para apoiar e ponha mãos à obra! Mostre-nos as suas ideias para atrair a comunidade: organize uma venda de bolos, uma recolha de alimentos ou uma lavagem de carros, venda t-shirts com imagens de rãs ou peluches, ou organize a recolha de materiais para reciclagem, tais como telemóveis, tinteiros e toners que podem ser vendidos a empresas de reciclagem - existem inúmeras formas de angariar fundos para a conservação de anfíbios. Crie um grupo de herpetologia, juntem-se e unam os vossos recursos. São necessários, no mínimo, 50 000 dólares para salvar uma espécie da extinção, mas com apenas alguns dólares por dia é possível comprar recursos vitais e financiar assistentes de projeto nos países da área de distribuição.

Amphibian Ark staff Kevin Zippel e Ron Gagliardo funcionários da Amphibian Ark, escreveram recentemente no blogue Paw Talk sobre algumas das formas através das quais os membros do público podem participar em atividades relacionadas com anfíbios. Leia o que eles escreveram aqui.

O que o seu parque zoológico pode fazer?

  • Todas as instituições que pertencem à WAZA ou as associações regionais de zoos e aquários, deveriam comprometer-se a salvar, pelo menos, uma espécie através de um centro de salvamento, no local ou numa área com necessidades de capacitação e, preferencialmente, em ambos. Estes esforços deveriam cobrir, pelo menos, o “equivalente a uma espécie”, ou seja, cada centro deveria ter capacidade para, pelo menos, 500 animais num programa gerido (o objetivo por espécie), mas não teria necessariamente de albergar todos os representantes de uma espécie. As espécies nativas deveriam ser a prioridade máxima de todos os centros ou, por outras palavras, deveriam ser construídos centros nos locais onde existem espécies em perigo.
  • Aumente e apoie a capacitação (instalações e competências), em instituições locais e nos países da área de distribuição. Avalie, melhore e aumente as instalações para anfíbios, destacando funcionários para participarem em acções de formação ou estágios em instituições que possuam capacitação ou patrocine quem precisa de ajuda.
  • Apoie e aumente , agora mesmo os esforços existente, tais como os programas de salvamento, os estudos de campo, os programas regionais (por exemplo, SSP, EEP, ASMP e APP) e os projetos locais de conservação de anfíbios.
  • Participe na campanha global de consciencialização do público através do seu site de Internet, painéis educativos do parque zoológico, materiais pedagógicos e comunicados de imprensa. Os seus visitantes sabem que estamos perante o maior desafio de conservação de espécies da história da humanidade?
  • Divulgue e coordene os seus objetivos e atividades através da AArk.
  • Consulte o relatório do Panamá sobre níveis de quarentena e biossegurança: Amphibian Ex Situ Conservation Planning Workshop Final Report.pdf

 

Informações Adicionais

Biosecurity and Permanent Isolation of Ex Situ Conservation Populations. Estas normas baseiam-se nas normas emergentes dos procedimentos do CBSG/WAZA Amphibian Ex situ Conservation Planning Workshop [Workshop de Planeamento de Conservação Ex situ dos Anfíbios da CBSG/WAZA], El Valle, Panamá, 12-15 de fevereiro de 2006. Amphibian Husbandry Resource Guide da Association of Zoos & Aquariums [Associação de Zoos e Aquários]. Zoos Play a Vital Role in Amphibian Conservation